Ana Rita Amaral

Ana Rita AmaralTítulo (provisório)
A prática missionária e a produção de conhecimento: colecções e escrita etnográfica pela Congregação do Espírito Santo em Angola, séculos XIX-XX

Descrição
Com este projecto, procuro analisar as relações entre etnografia, colecções museológicas e actividade missionária no contexto do colonialismo português. As interacções geradas pela presença dos missionários da Congregação do Espírito Santo em Angola permearam a sua produção etnográfica, por norma descritiva dos grupos a evangelizar/evangelizados. O ponto de partida foi uma colecção de artefactos recolhidos por estes missionários, com maior incidência na região de Cabinda. Esta colecção constituiu um “Museu de Arte Africana” no Seminário Maior Espiritano em Carcavelos, cujo funcionamento será objecto de análise, paralelamente com outras colecções e publicações etnográficas missionárias. São objectivos axiais desta investigação, por um lado, indagar acerca dos sentidos da etnografia missionária operados na tensão conservação/transformação, e por outro, considerar as práticas etnográficas missionárias em Angola no contexto de redes internacionais da circulação dessa etnografia. Situando-se no campo da antropologia histórica, este projecto baseia-se uma combinação de trabalho de arquivo e de museu, com entrevistas e uma visita às missões de Cabinda, visadas num caso de estudo sobre etnografia missionária desta região.

Este projeto é apoiado pela Bolsa FCT referência SFRH/BD/78709/2011.

Data de início
Setembro de 2011

Orientador
Ricardo Roque (ICS-UL)
Co-orientadora
Nélia Dias (ISCTE-IUL), Patrick Harries (Basel University)

Palavras-chave
Missionários; Congregação do Espírito Santo; etnografia; Angola; museu; colecções.

Email
ana.r.amaral@gmail.com